Ano 6 | Nr.64 | jul 2021

Old _1200x 600


Editorial

Viajar com crianças 

 

Numa altura em que as viagens recomeçam lentamente a ser uma realidade, importa considerar um viajante particular: as crianças.

Viajar com crianças traz-lhes uma miríade de benefícios: para além de lhes alargar horizontes, com o conhecimento de outras culturas (linguagem, património cultural e biológico, gastronomia, …), permitir fomentar a sua curiosidade, capacidade de adaptação (viver num local diferente, com diferente fuso horário, diferentes deslocações, ...), a capacidade de comunicação (fazendo-se compreender e ser compreendidas por gestos), e muito importante, permite fortalecer dos relação pais-filhos, gozando de um tempo de qualidade que tantas vezes escasseia no meio da correria do dia-a-dia.

E para que tudo corra da melhor forma e a viagem seja recordada apenas por estes aspetos positivos, há uma serie de cuidados que não devem ser descurados.

É necessário uma vigilância constante apertada. Se no dia-a-dia uma criança se pode perder, numa viagem isso pode igualmente acontecer, principalmente em aeroportos ou outros locais movimentados.

É importante considerar os meios de transporte e a sua segurança. No caso de transporte automóvel há que assegurar que no local de destino se tem a possibilidade de usar sistema de retenção adequado, ou no caso da sua inexistência, garantir o seu transporte a par das malas.

Com a curiosidade e espírito de aventura que lhes é inerente, o risco de acidentes é real. Se em crianças pequenas os acidentes se podem dever ao desconhecimento do perigo, nos adolescentes a exposição a situações de perigo busca os efeitos da adrenalina.

Os perigos do afogamento não podem ser descurados. Basta meio palmo de água para uma criança pequena se afogar e fá-lo silenciosamente, sem chamar a atenção sobre si, motivo pelo qual nunca é demais reforçar aos pais que não basta estar um adulto no mesmo local onde a criança está, o adulto deve estar a vigiá-la permanentemente.

Pela relação que as crianças estabelecem com os animais, nas viagens para países onde a raiva é endémica, importa informar os pais como evitar a exposição a animais potencialmente rábicos e o que fazer no caso de exposição acidental.

Como tão bem diz o ditado “mais vale prevenir do que remediar” e as crianças devem ter seguro de viagem. Todas devem levar uma farmácia do viagem adequada à sua viagem, à idade e peso, respeitando a idade e peso mínimos de administração dos vários fármacos.

Com uma viagem bem preparada todos irão beneficiar de um excelente tempo em família, que irá criar memórias felizes para toda a vida.

 

 

Carla TeixeiraPediatra
Centro Hospitalar do Porto

 

                                                                  

 

Atualidades na Medicina do Viajante

A Covid-19 continua a ser a grande preocupação e mesmo com os índices de vacinação a aumentar a esperança de “resolver” a pandemia vai sendo adiada. A emergência de variantes do vírus e o aumento do número de casos (como estamos vivendo em Portugal) afastam-nos do propósito. A nível global o acesso às vacinas é assimétrico, há hesitação e má adesão à vacina. Está tudo em aberto na evolução da pandemia

O ECDC reportou dois casos de Febre Hemorrágica da Crimeia-Congo em Espanha durante 2021. Ambos os casos forma diagnosticados na comunidade de Castela-Leon e foram associados a picada de carraças

A China recebeu a 30 de Junho 2021 da OMS a certificação de eliminação de malária; este é um feito de relevo, sobretudo se recordarmos que nos anos da década de 40 do século XX registava 30 milhões de casos anuais de malária

 

PUBLICAÇÕES SELECCIONADAS

 

Cardona-Ospina JA, Arteaga-Livias K, Villamil-Gómez WE, et al. Dengue and COVID-19, overlapping epidemics? An analysis from Colombia. J Med Virol. 2021 Jan;93(1):522-527. doi: 10.1002/jmv.26194. Epub 2020 Jul 11. PMID: 32558962; PMCID: PMC7323437.

Sotomayor-Castillo C, Radford K, Li C, Nahidi S, et al. Air travel in a COVID-19 world: Commercial airline passengers' health concerns and attitudes towards infection prevention and disease control measures. Infect Dis Health. 2021 May;26(2):110-117. doi: 10.1016/j.idh.2020.11.002. Epub 2020 Nov 19. PMID: 33303405; PMCID: PMC7674115.

Bauer D, Farthofer A, Chromy D, et al. Recent outbreaks of severe hepatitis A virus infections in Vienna. Eur J Clin Microbiol Infect Dis. 2021 Feb;40(2):335-344. doi: 10.1007/s10096-020-04028-x. Epub 2020 Sep 17. PMID: 32940811; PMCID: PMC7817601.

Soentjens P, Croughs M. Simplified rabies pre-exposure prophylaxis in last-minute travellers. J Travel Med. 2021 Jan 6;28(1):taaa185. doi: 10.1093/jtm/taaa185. PMID: 33009803.^

Maier JD, Siegfried S, Gültekin N, et al. Efficacy and safety of tafenoquine for malaria chemoprophylaxis (1998-2020): A systematic review and meta-analysis. Travel Med Infect Dis. 2021 Jan-Feb;39:101908. doi: 10.1016/j.tmaid.2020.101908. Epub 2020 Nov 20. PMID: 33227500.


 

FICHA TÉCNICA

Edição 
Direção da SPMV

Corpos Diretivos da SPMV
Direção 
Prof. Doutora Cândida Abreu
Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
Centro Hospitalar Universitário de São João, Porto
Presidente

Dr. Dinarte Nuno Viveiros
Unidade de Saúde Pública, Agrupamento de Centros de Saúde Pinhal Interior Norte
Centro de Vacinação Internacional, Coimbra
Vice-Presidente

Dr.ª Sandra Xará
Centro de Vacinação Internacional,
Centro Hospitalar Universitário do Porto
Secretária-Geral

Dr.ª Gabriela de Lacerda Saldanha
Unidade de Saúde Pública, Agrupamento de Centros de Saúde Tâmega I – Baixo Tâmega
Vogal Efetiva

Enf. André Silva
Centro de Vacinação Internacional, 
Centro Hospitalar Universitário do Porto
Vogal Efetivo e Tesoureiro

Dr.ª Gabriela Saldanha
Responsável de Conteúdos Editoriais

Mesa da Assembleia Geral 
Prof. Doutor Jorge Atouguia
Clínica de Medicina Tropical e do Viajante
Presidente

Prof.ª Doutora Cláudia Conceição
Instituto de Higiene e Medicina Tropical
Vice-Presidente

Dr. Rui Pombal
UCS – Cuidados Integrados de Saúde (Grupo TAP)
Secretário

 

 

Conselho Fiscal 
Prof. Doutor Saraiva da Cunha
Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
Presidente

Prof.ª Doutora Filomena Martins Pereira
Instituto de Higiene e Medicina Tropical
Vice-Presidente

Dr. Luís Malheiro
Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho
Vogal

  

 

 












 

 

Supervisão e apoio Técnico Informático
Daniel Garrido

Old _1200x 600